segunda-feira, 10 de junho de 2013

Para-choques IV

Se você vive para ter pessoas aos seus pés, 
jamais terá alguém ao seu lado. 
(Para a lida)

***
A gente tinha tudo pra ser feliz,
bastava se conhecer.
(da ignorância do amor)

***
Ele queria uma história de amor. 
Mas ela pediu segredo. 
(Do que ficou apagado)
(Apresentação no SESC Santo Amaro)

***
Trocou a igreja pela breja, 
ganhou a rima e uma barriga.
(Das compensações)

***
Se eu tivesse o tempo que você pensa que eu tenho,
dormiria.
(Do amor sem suficiência)

***
Se fosse importante, 
ela voltaria a acontecer. 
(Da entrega sem retorno)

***
Ela disse cama.
Ele entendeu diversão. 
Dormiram bem. 
(Da madrugada antecipada)

***
Você encontra o amor da sua vida,
só que ele não se acha.
(Do amor natimorto)

***
Eu dou 3 passos e você 3. 
Assim acabaremos com essa distância de 6 andares.
(Técnicas de chegar junto)

***
Ela diz que adora tudo que escrevo, 
mas eu não. 
(da garota que diz não)

***
Percebendo que sua dor era alimento para egos e abutres, 
destoou. 
(do lask-se bendito)


***
Poesia é o que a gente sente.
O resto é literatura.
(sobre a crítica que não)

***
No divórcio, 
sentia-se um ateu no julgamento final.
Desacreditava, mas estava lá. 
(da separação sem fim 2)

***

Isso de viver quase morrendo, 
uma hora vai acabar com a gente. 
(do salário sem amor)

*** 
Queria ter dito AMOR, 
mas ela disse AMIGO antes! 
(Sobre quem atira primeiro)

***
nessa noite fria,
um streap tease,
se não esquenta
traz pneumonia. 
(da febre que não esquenta)

***
Meu amor é agora 13kg de pólvora molhada 
aguardando o próximo dia de sol 
para a explosão
FINAL.
(Dos impulsos vespertinos sem desjejuns)

***
Gosta mais de pirigate,
que gatorate. 
(da saliva sem carinho)

***
Minha insônia tem nome próprio, 
rg, 
cpf 
e outro amor. 
(do sentimento de não ser mais)

***
Caiu,
quando a lágrima não rolou. 
(do fim sertão)

***
Se fosse importante, 
ela voltaria a acontecer. 
(Da entrega sem retorno 4)