terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

Microcontos

Fabiana passa dias abrindo presentes
vivendo aqui/agora.
mas às vezes permite-se sonhar
só para viver um tempo inédito
que ainda não foi.
*
as vezes que amou,
Ingrid contava nos dedos.
mas as vezes que desamou, 
não contava a ninguém.
*
Roberta pinta-se,
não para esconder a tristeza
mas para fazer amor.
- Seu coração é a amazônia do mundo.
*
Danny amarrou o cadarço dele
sem notar que estava dando um nó 
em seus cordões umbilicais.
*
José nunca mudou para um "relacionamento sério"
queria mesmo é viver um amor
ainda que fosse secreto
clandestino e/ou impossível.
um amor.
(Foto: Alessa Melo)