segunda-feira, 14 de março de 2011

Flora

Não sei explicar direito, mas deve existir alguma relação bem estreita entre a luta, o cansaço e a felicidade. Como é raro acontecer, hoje meu corpo, alma e coração ocupam o mesmo espaço. Acompanhado por uma exaustão e uma alegria suprema, agora estou exatamente onde gostaria de estar. 
(Ni Brisant - Artefatos de graça)
Se felicidade é ficar ou sentir-se completo então eu nem deveria escrever sobre o que está acontecendo agora. Hoje nasceu a pessoa mais importante da minha vida e eu preciso escrever sobre isso.
Estas são as linhas mais sinceras e duras que já tracei, feitas para que um dia minha filha Flora as leia e perceba o tamanho da revolução e alegria que o seu nascimento significou.
Os anos que parei sentado nos bancos da escola ou estrangulando livros em busca de verdades não foram capazes de me ensinar lições tão valiosas e confiáveis quanto as que aprendi nas últimas horas, nesta data que se tornou minha senha e passaporte para a fortuna.
Enquanto tento ser um bom expectador e não perder nenhum detalhe da minha história, meus pensamentos são atacados covardemente pelos maiores medos e esperanças. Não há o que pensar nessa hora, penso.
Aqui, com esta pessoinha nos braços, sinto meu coração pulsar em cada parte do meu corpo. Eu sei, não pode ser, mas agora eu sou só coração. E o que circula em minhas veias neste instante é algo maior que eu e muito mais bonito do que sei dizer.  
Sinto este amor como uma energia sem fim, inesgotável; com sua força, seria capaz de rodar o mundo inteiro, toda a minha vida e por todo sempre.
Qualquer coisa que se diga sobre filhos, antes de tê-los, é bobagem. Estas valiosas palavras, ditas por um grande amigo, me vêm à cabeça e me dão conta de que talvez o tempo ainda não tenha me dado a devida autoridade para testemunhar sobre este assunto. No entanto, o bem querer que dedico à Flora veio arrebatador, numa invasão definitiva de todos os espaços que outrora foram meus. Sentimento que existe, tão, de tal modo, intenso e claro, que quase posso apanhá-lo com as mãos e fazer-lhe uma festinha na cabeça.
(Registro de memória)
Desespero insone transformado em calma eufórica, que dispara no sangue uma felicidade que transcende e me faz melhor do que jamais serei. Flora, minha mais sublime maneira de ser feliz. Um amor, cuja presença não tem obrigação de ser ou estar, porque mesmo antes de haver qualquer matéria ou suspeita de, ele já estava lá, incorrupto, intacto e bem maior que todo o resto. Contradição metafísica que supera minha mania de certezas, rejeita antigos egoísmos e desafetos.
Refletido em seus olhos, eu me vejo um herói mitológico, todavia, basta abrir a janela do quarto e flagrar as dores do mundo, que a minha grandeza se converte numa impotência vergonhosa por não ser capaz de impedir todo sofrimento inevitável, que é a condição humana. 
Angústia, temor, alegria, fé, cores... Tudo em meu mundo ganhou dimensões ultra-exageradas desde o segundo em que soube de sua chegada. Os dias passaram a ter gosto de primeira vez, ainda que não fossem.
- Flora, tomara que goste e honre o nome que escolhemos para você. Seu anagrama é farol, que quer dizer o que tem luz própria, e é dado a tudo aquilo que é feito para guiar, mostrar a direção certa. Vigio seu sono e penso que não poderia haver título melhor para você, exceto, talvez, Alegria do Coração.
Não sei tudo sobre a vida, a gente nunca deve achar que sabe, mas estou aprendendo algumas coisas e tentando ser alguém melhor. Nunca deixe de tentar ser também.
De todas as minhas expectativas e anseios, quero acima de tudo, que confie no seu coração. A vida sempre deixa que sejamos o que acreditarmos, desde que lutemos para ser.
Não importa quando irá ler este papel, saiba apenas que nossos sonhos são os maiores patrimônios que podemos ter. Nunca abra mão dos seus, filha.

9 comentários:

  1. Nivaldo, meu querido amigo.
    Sempre surprendendo com suas palavras.
    Gostaria de escrever algo, ma, você já disse tudo.
    Um filho é a nossa continuação por isso a felicidade de te-los, acaricia-los é imensuravel.
    Parabéns papai coruja. Não vale ficar babando rsrsrsrs
    Um abraço

    ResponderExcluir
  2. Nivaldo, que menininha mais linda!!! Meus parabéns a vocês e muita saúde e paz para a Florinha. Você escreveu coisas lindas, e muito bem. De novo, meus parabéns. União e felicidades para sua família.
    Beijos
    Silvia, do grupo de troca de postais

    ResponderExcluir
  3. Mauro Pinheiro Guimarães14 de março de 2011 21:05

    Caro Nivaldo
    Reitero meus parabéns pela chegada de sua linda filhinha e que ela lhe dê muitas alegrias.
    Lembro bem do nascimento de meus primeiros filhos(os mais velhos são gêmeos)e por isso sei avaliar a felicidade que ora chegou ao Lar de vocês.
    Um grande abraço
    Mauro Pinheiro Guimarães

    ResponderExcluir
  4. Nivaldo, ralmente tens motivos para estar feliz!
    Filhos são bênções mais que planejadas pras nossas vidas por Deus!
    Parabens, a Flora é linda e aparenta muita saúde!

    ResponderExcluir
  5. Ni, parabéns a você e a Flávia pelo rebento.
    Flora está aí e agora são vocês os "culpados" por parte da luz que este farol gerará (estranha essa palvra, né?). Farol este, responsável agora pela condução (ou encaminhamento)dos rumos de tua própria vida.
    Felicidades, meu caro.

    ResponderExcluir
  6. Nivaldo,são lindas as suas palavras.
    Filhos são mesmo benção de Deus,Pois tenho trÊ (3)e sei o quanto eles são importante em minha vida
    Parabéns pela Flora ♥

    ResponderExcluir
  7. Apesar de ter "participado" de sua espectativa pela vinda da Florinha, suas palavras ainda são surpresas na minha leitura.
    Apesar de ter pasado toda as informações que eu tinha em relação ao "Amor único e verdadeiro" sabia que vc ficava meio que fora do ar, sem saber o que eu ali relatava, mas, agora tenho certeza das sensações por você vividas.
    Você merece Ni

    ResponderExcluir
  8. Jair Paulo (do grupo Troca de Postais)24 de março de 2011 16:42

    Prezado amigo

    Flora, no futuro, vai amar ler tudo o que escreveste hoje. Foi lindo, meu amigo, como são lindos os filhos que Deus nos empresta. A nossa vida passa a ter um novo significado. Parabens, mais uma vez e muitas felicidades ao trio.
    Jair Paulo (do Grupo Troca de Postais)

    ResponderExcluir
  9. Baby Ni e Baby Iolanda ilustrando texto para Baby Flora!

    :DDD

    ResponderExcluir