terça-feira, 3 de setembro de 2013

Ninguém Lê

Pessoas de várias regiões de SP reuniram-se hoje na Galeria Olido para trocar ideias sobre um livro. Sim, um livro. (A) Massa, obra de Emerson Alcalde foi posta à prova, degustada, exposta, virada do avesso... O que ficou deste encontro foi a sensação de que temos muito a aprender, a trocar, a ouvir. 
Há muita riqueza na nossa literatura. Não deixemo-nos banalizar.
Qual a vida de um livro? As pessoas levam a sério as obras que lêem? quem lê?
O NINGUÉM LÊ surge de várias questões. Mas não é objetivo chegar a respostas óbvias. Preferimos duvidar e ir construindo uma reflexão coletiva. Não para enquadrar nossos livros em estereótipos, mas para compreendê-los em suas virtudes, singularidades, belezas e pecados (pq não?).
Pensamos que publicar um livro é (ou deveria ser) um ato que envolve cuidado, zelo e muita entrega - dentre outras coisas, é claro. Daí não concebemos aceitar que este livro seja renegado às estantes, gavetas e cantos obscuros.
Todo livro é uma lápide, a menos que alguém o acorde - já disse Michel Yakini
Hoje nos encontramos para falar sobre um livro e todos voltamos pra nossas casas conhecendo mais sobre nós mesmos. A cena é nossa. Livramos!!
Muito obrigado Emerson Alcalde por aceitar nosso convite e fazer desta noite um movimento. Agradecemos a todos que chegaram junto e dividiram suas percepções, dúvidas, vivências, críticas.
Aos que foram apenas pra ouvir, nosso mais sincero agradecimento também. Mês que vem tem mais!

Vamos juntos!